A importância do benchmarking

Quinta-Feira, July 26, 2018

Em artigo no site Food Service News, o sócio-diretor da ZAK Business Development, Reynaldo Zani, destaca a importância do processo de benchmarking para fazer seu negócio crescer.

 

Para os que desconhecem ou não estão familiarizados, o benchmarking consiste em um processo de busca das melhores práticas do mercado associadas à produção e oferta de um produto ou serviço.

O termo surgiu na década de setenta, e o processo passou a ser adotado por várias empresas dos mais diversos segmentos desde então.

Um dos fatores que motivaram sua adesão na época foi as empresas perceberem que “olhar para fora” era tão importante quanto estarem aficionadas em suas iniciativas de inovação e processos de qualidade.

O processo de benchmarking tem como premissa o fato de que há sempre alguém fazendo algo melhor do que você e, a partir daí, procurar entender os motivos que fazem a performance dele melhor que a sua naquele ponto.

Existem vários tipos e formas de benchmarking, mas o objetivo deste artigo não é abordar o tema no detalhe e, sim, lembrar os leitores sobre a importância do processo em questão e destacar o aumento de sua relevância nos tempos atuais.

O advento da internet e a evolução tecnológica trouxeram muita dinâmica aos negócios. Novos produtos, serviços e soluções são muito mais frequentes do que eram antes e sua natureza muito mais disruptiva. A cada cinco anos, o mundo literalmente muda.

Mesmo assim, especificamente no food service, me deparo o tempo todo com as empresas trabalhando “enclausuradas” no seu próprio negócio, como se fossem detentoras de uma fórmula ou segredo que as fizessem muito superiores ou diferentes de seus concorrentes.

Enquanto isso, milhares de empresas pelo mundo, do mesmo segmento ou de outros, caminham com sucesso adotando soluções melhores e mais adequadas ao momento e às tendências de consumo.

Fazer benchmarking não significa “copiar” e, sim, buscar uma nova forma de entendimento para o que você faz. É reconhecer que existem boas ideias que não sejam as advindas da sua empresa. É ganhar tempo, evoluindo a partir da evolução de outro.

Apegar-se apenas a dados de mercado ou informações do seu próprio negócio é assumir uma situação de desgaste e perda de relevância competitiva em curto prazo de tempo.

Saia na rua e olha ao seu redor. Consuma na concorrência. Pesquise o que acontece em sites que não sejam “.com.br”.

O mínimo que pode acontecer é aprender muitas coisas novas.
Pense nisso.

Veja o artigo